/moda

Música Peripatéica, 2015
FIME Extra - Festival Internacional de Música Experimental.
Passagem Literária da Consolação (Passagem subterrânea no cruzamento da Av. Paulista com a Rua da Consolação)

Essa proposição de Cadós Sanchez, visa explorar o cotidiano e a arquitetura de ambientes públicos como um possível elemento de estruturação de improvisação em performance musical coletiva, nesse caso o ambiente proposto é o da Passagem Literária da Consolação, um longo túnel subterrâneo que atravessa a avenida Consoloção. Uma “parede”, ou corredor de músicos das mais diversas formações e preferências musicais, será formado através de toda a passagem. O elemento gerador da improvisação serão as pessoas que atravessam o túnel, a visualidade, corporeidade, gestos do caminhar serão interpretados como uma possível partitura pelos músicos. Outra questão estrutural para a ação será a espacialização sonora, pois a disposição dos músicos e o movimento do passante/partitura irá indicar o percurso dos sons. Cada músico toca quando a pessoa passa a sua frente, sedendo a vez, quando a pessoa passar na frente do próximo músico.
.
Músicos da esquerda para a direita: André Calixto (sopros), Marcio Gibson (bateria), Rogério Martins (clarone e clarineta), Thiago Salas (violão), Luiz Galvão (guitarra), Marcelo Muniz (bugigangas sonoras), Ricardo Garcia (bateria), Cecilia Quinteros (violoncelo), Mário Del Nunzio (guitarra), Marc Vilanova (saxofone).