1.

Cadós ou Qadós, é trapaceiro nato em São Paulo, inventor de histórias, jogos, instalações, brincadeiras, objetos e instrumentos que procuram explorar a partir do sonoro, todas as outras linguagens com que se cruzam. Tem sido convidado a apresentar trabalhos e tem apresentado trabalhos onde não tem sido convidado como: teatros; centros culturais; bares; casas noturnas; casas de amigos; casas abandonadas; na rua; em terrenos baldios e espaços públicos em geral. 


 

 

 

 

 

cadossanchez@gmail.com

 

2.

Cadós Sanchez nasceu em São Paulo, em 1982. Pós-graduado pelo Instituto de Artes da Unesp-SP. Desde 1995 desenvolve trabalhos ligados à poesia visual para espaços públicos. Pesquisa sobre instrumentos sonoros/musicais nas vertentes da luteria/música experimental e arte sonora. Durante a pandemia iniciou a produção de animações em stop motion que colocam seus instrumentos e os objetos de seu entorno como atores, também iniciou o projeto A conquista do Inútil em parceria com Marcelo Muniz e lançou o álbum Ferrugem pelo selo Seminal Records, em parceria com a cantora Inès Terra. É idealizador do Panorama da Luteria Experimental em SP e colabora com as iniciativas do Circuito de Improvisação Livre de SP com atuação em cursos, curadoria e performances em diversos festivais, exposições e instituições culturais nacionais e no exterior. Antes da pandemia, desenvolvia projetos que visavam o aprofundamento no entendimento das relações entre a arte visual, sonora e corporal, pensando possibilidades de uni-las no ambiente expositivo e de performance. Participou de residências em espaços como: Vyrsodepseio, Atenas, Grécia; SPAM! rete per le arti contemporanee, Porcari, Itália e Sesc Santos - SP, Brasil.

 

 

ING>

Cadós Sanchez, was born in São Paulo, Brazil, in 1982. Post-graduated from the Arts Institute of Unesp-SP. Since 1995 he has been developing works related to visual poetry for public spaces. Researchs on sound/musical instruments in the fields of luteria/experimental music and sound art. During the pandemic, he started the production of stop motion animations that put his instruments and objects in his surroundings as actors, he also started the project A conquista do Inútil in partnership with Marcelo Muniz and released the album Ferrugem by the Seminal Records label, in partnership with singer Ines Terra. He is the creator of the Panorama da Luteria Experimental de SP and collaborates with the initiatives of the Circuito de Improvisação Livre de SP with courses, curatorship and performances in several festivals, exhibitions and cultural institutions nationally and abroad. Before the pandemic, he developed projects that aimed to deepen the understanding of the relationships between visual, sound and body art, thinking about possibilities of uniting them in the exhibition and performance environment. He has participated in residencies in spaces such as: Vyrsodepseio, Athens, Greece; SPAM! rete per le arti contemporanee, Porcari, Italy and Sesc Santos - SP, Brazil